“Valor” destaca lançamento do livro “Carnaúba”
24 24America/Bahia setembro 24America/Bahia 2021
Livro conta a história de Sílvio Leite
10 10America/Bahia dezembro 10America/Bahia 2021

Das páginas do livro para o palco: estreia hoje “Sociedade dos Poetas Trágicos”

O cartaz de divulgação do espetáculo

Será hoje (29/10), às 19 horas, no Clube dos Diáris, a estreia do espetáculo “Sociedade dos Poetas Trágicos”, com direção do dramaturgo Ací Campelo.

O espetáculo traz à tona o talento e a criatividade de dez jovens poetas piauienses que viveram ou morreram de forma trágica.

A peça “Sociedade dos Poetas Trágicos” é uma visita ao livro com o mesmo título escrito e publicado pelo jornalista e escritor Zózimo Tavares. A obra foi publicada em duas edições (2004 e 2006).

Os poetas piauienses que saem do livro e sobem ao palco são:  Alcides Freitas, José Newton de Freitas, Licurgo de Paiva, Lucídio Freitas, Mário Faustino, Nogueira Tapety, Paulo Veras, Ramsés Ramos, Torquato Neto e Zito Batista.

Vida e obra

Ací Campelo explica que, “de forma simples, para maior valorização da palavra, primamos não por caracterizar cada um dos poetas, mas por mostrar seus poemas, numa espécie de espetáculo poético/teatral”.

Ele adianta que, para tanto, uma apresentadora faz a apresentação sucinta de cada poeta, a título de introdução.

“A intenção é trazer ao conhecimento do público fragmentos marcantes da arte desses poetas trágicos e, ao mesmo tempo, refrescar a memória dos que os conheceram seus versos”, observa.

“Sociedade dos Poetas Trágicos” é encenado por três jovens atores que se revezam para mostrar momentos marcantes dos dez poetas retratados, através de seus pensamentos e de suas poesias, destacando o fato de que todos eles foram tirados muito cedo de sua arte, do seio familiar e da sociedade.

O espetáculo recebeu o Prêmio Maria da Inglaterra, da Secretaria Estadual de Cultural, e patrocínio da Lei Aldir Blanc.

FICHA TÉCNICA

Atores: Maria Miriam, Yan Lima e Sérgio Santos.

Dramaturgia e direção: Ací Campelo

Produção Executiva: Edson Júnior

Músicos: Jorge Luiz e Augustu E verthon

Designer de luz e operação: Assaí Campelo

Designer de som e operação: José Dantas

Figurino e adereços: Siro Siris

Confecção de figurino: Belinha Cardoso

Designer Gráfico: Paulo Moura

Preparação de elenco: Jesus Viana

Cenografia: Edmar Aquino

Fotografias, vídeo e filmagem Live: Sketh Filmes

Linguagem de Libras: Branco Acessibilidade Comunicacional

Realização: A&C Assessoria e Promoções Culturais

Apoio: Escola Técnica de Teatro Gomes Campos e Bienal Editora

O cartaz de divulgação do espetáculo